O guia do santuário ecológico

O guia do santuário ecológico

Científico

Artigos
Estudos

Busca

Galeria de Fotos

Cuiabá PDF Imprimir E-mail

 A região de Mato Grosso desempenhou papel importantíssimo na fixação das fronteiras brasileiras. Enquanto a sua parte ocidental foi inicialmente explorada pelos espanhóis, que a atingiram partindo de suas feitorias do Rio da Prata, toda a zona oriental foi devassada e conquistada pelos bandeirantes. Raposo Tavares, partindo de São Paulo e varando os sertões dos rios Paraguai e Guaporé, avançou até o Amazonas, balizando nossas fronteiras muito além da "ficção geográfica" que foi o meridiano de Tordesilhas. Os paulistas que lhe seguiram o itinerário e, por acaso, ao prearem índios nos sertões dos cuiabás, toparam com ricas jazidas de ouro de aluvião, criaram no Arraial de Bom Jesus de Cuiabá, uma das bases de unidade nacional. Com o estabelecimento do roteiro dos rios Tietê, Paraná, Pardo, Coxim, Taquari, Paraguai e São Lourenço, através do qual as frotas de canoas, denominadas "monções", abasteciam as minas de Cuiabá, a fronteira brasileira se expandiu para oeste, indo se fixar no Guaporé. No local das minas de Mato Grosso, descobertas pelos irmãos Paes de Barros, às margens daquele rio, foi fundada a primeira capital da capitania de Mato Grosso.

Atualmente, como grande centro urbano na região Centro-Oeste do Brasil, Cuiabá é ponto de partida para vários pontos turísticos do Estado de Mato Grosso incluindo Cáceres, Poconé, Barão de Melgaço e a cidade de Chapada dos Guimarães que fica a 65 km de distância, roteiro procurado por místicos e esotéricos de todo o país. A capital Cuiabá, ponto de partida para quem sobe a estrada que leva à Chapada, disputa com a cidade de Chapada dos Guimarães o mesmo título de centro geodésico da América do Sul. A capital até faz questão de exibir uma placa com essas inscrições, enquanto a que condecorava Chapada acabou sendo roubada. Na verdade pouco importa se o ponto "X" está alguns quilômetros mais para cá ou para lá. O fato é que esta região tem um coração que irriga todo o corpo da América do Sul, mandando seus fluidos para o norte e para o sul. Isso porque a Chapada dos Guimarães é um dos principais divisores de águas do nosso subcontinente. Ali nascem cursos d'água que descem para o Pantanal, indo desaguar na bacia do Prata, na Argentina, e para a Amazônia, rumo ao Norte.

Como chegar

A cidade de Chapada dos Guimarães fica no centro de Mato Grosso, a 65 km da capital Cuiabá - que por sua vez está a 1600 km de São Paulo e a 1100 km de Brasília. O acesso, a partir de Cuiabá, se dá pela Rodovia Emanuel Pinheiro (MT 305).

Onde ficar

  • Pousada Penhascus
  • Lago Hotel
  • Estância São Francisco
  • Hotel Quincó
  • Pousada Bom Jardim
 
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack