O guia do santuário ecológico

O guia do santuário ecológico

Científico

Artigos
Estudos

Busca

Galeria de Fotos

Pantanal do Abobral PDF Imprimir E-mail

O pantanal do Abobral limita-se, ao norte, com a Nhecolândia; ao sul, com os pantanais de Miranda e Nabileque; a leste, com o pantanal de Aquidauana; e a oeste, com o rio Paraguai.

O Abobral é um dos pantanais mais baixos dentre os conhecidos, sendo dos primeiros a encher, junto com o Nabileque, quando da chegada das chuvas em outubro.

A vegetação é do tipo savana e campo, sendo muito semelhante morfologicamente àquela registrada no pantanal de Aquidauana (ou pantanal do Rio Negro).

Encontram-se no Abobral extensões consideráveis de campos limpos, intercalados com pequenos capões de mata (bosques) esparsos.

Também encontram-se campos levemente sujos, intercalados com bosques esparsos.

Os campos limpos ora são dominados por capim-mimoso (Axonomus purpusii) ora por capim-mimoso-de-talo (Hermarthria altissima).

 
Os solos do Abobral são arenosos, embora, existam manchas consideráveis de solo argiloso. Esta realidade é algo intrigante, em aspectos de distribuição das espécies forrageiras.
 
FONTE:
Recursos Forrageiros nativos do Pantanal mato-grossense, por Antonio Costa Allem e José Francisco Montenegro Valls. Brasília, 1987. (EMBRAPA-CENARGEN. Documentos, 8)

 
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack