O guia do santuário ecológico

O guia do santuário ecológico

Científico

Artigos
Estudos

Busca

Galeria de Fotos

Pantanal do Paraguai PDF Imprimir E-mail
É formado essencialmente por sedimentos arenosos inconsolidados e semiconsolidados da Formação Pantanal e depósitos aluviais de Idade Holocênica.

Essa região corresponde, em sua maior parte, à extensa planície de inundação do Rio Paraguai, desde a ilha do Caracará, nos limites do Pantanal de Cáceres, até as bordas do Maciço do Urucum, ao Sul de Corumbá.

Caracterizada pela grande incidência de baías e longo período de inundação que se estende por mais de 06 (seis) meses, sendo que grandes áreas ficam permanentemente inundadas.

Predominam nesta área solos Glei Pouco Húmico que, como os demais solos da unidade, apresentam caráter eutrófico e argila de atividade alta. Encontram-se em geral associados a solos Glei Húmico, cuja ocorrência é mais freqüente a norte, e Planassolos, que tendem a ocorrer preferencialmente em áreas mais afastadas do
Rio Paraguai, além dos Solos Aluviais, em faixa que acompanha o seu leito.

Embora pouco expressivos, ocorrem ainda Vertissolos e Solonetz - Solodizados, que se encontram associados na paisagem ao sul, dos relevos residuais do Amolar, na divisa com a Bolívia e junto ao Maciço do Urucum.

As fitofisionomias predominantes são: floresta estacional semidecidual/formações pioneiras (ecótono), formações pioneiras e savana/formações pioneiras (ecótonos). A principal formação pioneira é o cambarazal. Nesta unidade, ocorrem grandes lagoas, praticamente sem plantas aquáticas.
 
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack